Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Peças falsas

Números a crescer. Daimler confiscou mais de 1,7 milhões de peças falsas em 2020

A Daimler, a "dona" da Mercedes-Benz, diz ter confiscado mais de 1,7 milhões de peças falsas em 2020, um incremento em relação a 2019.

Nem a pandemia conseguiu travar a comercialização de peças falsas de substituição, como a Daimler, proprietária da Mercedes-Benz, constatou, ao anunciar um ligeiro aumento no número de peças falsas de substituição confiscadas aparentemente iguais às originais que produz.

No total, foram confiscadas mais de 1,7 milhões de peças falsas ou contrafeitas durante 2020 em largas centenas de rusgas, um ligeiro incremento em relação a 2019, mas deveras preocupante devido ao atípico 2020 que tivemos. Os períodos de confinamento pelo qual quase todos os países passaram obrigaram ao cancelamento e adiamento de muitas outras rusgas um pouco por todo o mundo.

Florian Adt, diretor da Propriedade Intelectual do Produto Legal na Daimler confirma-o: “iniciámos e apoiámos mais de 550 rusgas feitas pelas autoridades. É um ligeiro aumento comparado com o ano anterior, apesar dos desafios colocados pela pandemia”.

TÊM DE VER: Das jantes aos catalisadores. É assim que estão a roubar carros em Portugal
Pastilhas de travão
Diferença entre pastilha de travão falsa (esquerda) e original (direita) após testes de stress.

Este combate às peças contrafeitas por parte da Daimler não passa apenas pelo facto de serem ilegais.

O foco da empresa esteve na recuperação de peças e componentes relacionados com a segurança do veículo, como jantes e discos de travão — as peças contrafeitas podem parecer iguais às originais, mas na maioria dos casos têm um desempenho inferior e por vezes nem sequer cumprem os requisitos mínimos legais, comprometendo a segurança dos ocupantes dos veículos.

Pandemia promoveu crescimento da atividade ilegal

Com a pandemia e com muito mais gente em casa o comércio online cresceu significativamente, o que tornou este canal mais atrativo para os produtores organizados de peças contrafeitas. Segundo a associação comercial Unifab, as margens obtidas na produção e venda de peças falsas permitem alcançar frequentemente margens de lucro superiores até às conseguidas no tráfico e venda de drogas.

Teste pastilhas de travão
A Mercedes montou as pastilhas de travão contrafeitas e originais em dois veículos idênticos e efetuou alguns testes. Os resultados foram óbvios.

Ainda de acordo com a Unifab, a produção destes componentes acontecem muitas vezes em condições desumanas, sem consideração pelos direitos humanos, segurança no local de trabalho ou cumprimento de requisitos ambientais.

"Adaptámos a nossa estratégia de proteção da marca e incrementámos as nossas atividades no combate à contrafação no comércio online. Fomos capazes de retirar 138 000 produtos falsos de plataformas online. Isto são à volta de três vezes mais do que no mesmo período antes da pandemia."

Florian Adt, diretor da Propriedade Intelectual do Produto Legal

A Unidade de Fiscalização da Propriedade Inteletual da Daimler tem uma presença global e colabora de perto com as autoridades alfandegárias e outras agências da autoridade.

VEJAM TAMBÉM: Testámos o novo Mercedes-Benz C 220 d. O melhor Classe C de sempre?

Para evitarmos adquirir peças falsas, a Daimler diz que devemos desconfiar de quando os preços de uma determinada peça são muito baixos ou a origem das peças seja dúbia.

Mais artigos em Notícias