Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Insólito

Isto é o que acontece quando levamos um motor às 50 000 rpm

O motor V6 Pentastar de 3.6 litros deste Jeep Wrangler Rubicon não aguentou as forças a que foi sujeito e explodiu. Os estragos são impressionantes.

Chega-nos da Flórida, nos Estados Unidos da América, uma das histórias mais insólitas da semana, descoberta pelo portal The Drive. O motor V6 de um Jeep Wrangler Rubicon foi levado acima das 50 000 rpm e explodiu, com menos de 16 mil quilómetros no odómetro.

O bloco V6 Pentastar de 3.6 litros é um dos mais usados pela Jeep no seu alinhamento de produtos e tem o red line situado em torno das 6600 rpm. Mas o dono do Wrangler Rubicon que protagoniza esta história forçou-o a níveis onde esta mecânica de seis cilindros nunca tinha ido antes.

Apesar de por fora parecer “novinho em folha”, este Wrangler tem o motor totalmente destruído depois de ter sido rebocado de forma incorreta.

TEM DE VER: Proprietário de um Audi TT conduziu 133.000 km sem mudar o óleo

Como tudo aconteceu?

O proprietário deste todo-o-terreno quis levá-lo para as suas férias e rebocou-o com a sua motorhomeAté aqui tudo bem, ou não fosse esta uma prática relativamente comum por terras do “Tio Sam”, conhecida como flat towing.

Mas acontece que este Wrangler foi rebocado com as redutoras engatadas — posição 4-Low —, pensadas, como se sabe, para que “devagar e devagarinho” se ultrapassem os obstáculos mais difíceis fora de estrada.

Em declarações ao The Drive, Toby Tuten, o responsável pela oficina que recebeu este Wrangler, afirmou que não só estava com as redutoras, como estava engatado em primeira velocidade — ou seja, também o motor estava a girar. De notar que a Jeep recomenda quando em 4-Low não exceder os 40 km/h (mas não em primeira, definitivamente).

Contas rápidas, se a motorhome rebocou-o na autoestrada a cerca de 88 km/h (50 mph), as rodas do Wrangler poderão ter forçado o motor a girar a mais de 54 000 rpm! São mais de oito vezes acima do limite do motor.

Jeep Wrangler Rubicon 392
Jeep Wrangler Rubicon 392
A NÃO PERDER: Jeep Wrangler Rubicon 392. O V8 de 477 cv que faltava para ultrapassar todos os obstáculos “offroad”

Danos impressionam

Os danos causados impressionam e não são algo que se veja todos os dias (ou alguma vez!). Dois dos seis pistões passaram pelo bloco do motor, a caixa de transferências explodiu e a embraiagem e o volante do motor foram disparados através da caixa da transmissão.

De acordo com Toby Tuten, a reparação ascende aos 25 000 EUR e isto é antes de se somar a mão de obra. E como estes estragos não estão abrangidos pela garantia de fábrica da Jeep, o mais provável é que a seguradora dê este Wrangler como sinistrado.

Sabe responder a esta?
Qual a potência máxima combinada do novo Jeep Wrangler 4xe?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Jeep Wrangler 4xe. Nem o ícone do todo o terreno escapa à eletrificação

Mais artigos em Notícias