Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Motores

911 será o último Porsche a ser elétrico. E pode nem acontecer…

Oliver Blume, CEO da Porsche, voltou a descansar os fãs mais puristas que receiam um 911 elétrico. Será o último Porsche a sê-lo e… pode nem acontecer.

Em 2030, 80% das vendas da Porsche serão eletrificadas, mas Oliver Blume, diretor executivo da fabricante de Estugarda, já veio descansar os fãs mais puristas da marca alemã, dizendo que o 911 não irá entrar nestas contas.

O “patrão” da Porsche define o 911 como o ícone da marca germânica e garante que será o último modelo da “casa” de Zuffenhausen a tornar-se totalmente elétrico, algo que pode até nunca acontecer.

“Vamos continuar a produzir o 911 com um motor de combustão interna”, disse Blume, citado pela CNBC. “O conceito do 911 não permite um carro totalmente elétrico porque tem o motor na traseira. Para colocar todo o peso da bateria na traseira, o carro seria impossível de conduzir”, atirou.

A NÃO PERDER: Porsche Panamera Turbo S 2021 (630 cv). Melhor que o Taycan? (vídeo)
Porsche Taycan
Oliver Blume, Diretor executivo da Porsche, ao lado do novo Taycan no Salão de Frankfurt.

Esta já não é a primeira vez que Oliver Blume se mostra contundente nas suas convicções para o mais emblemático dos modelos da marca. Recorde-se, por exemplo, o que Blume disse há cerca de cinco meses, em declarações à Bloomberg: “Deixem-me ser claro, o nosso ícone, o 911, irá ter um motor de combustão por muito tempo. O 911 é um conceito de automóvel preparado para um motor de combustão. Não é útil combiná-lo com mobilidade puramente elétrica. Nós acreditamos em carros desenhados propositadamente para a mobilidade elétrica”.

A NÃO PERDER: PORSCHE 911 TURBO S (650cv). Supercarro para TODOS OS DIAS, há melhor?

Contas feitas, e olhando novamente para a meta definida para 2030, é seguro afirmar que nessa altura o 911 será um dos grandes responsáveis — ou mesmo o único responsável… — pelos 20% de modelos Porsche que não serão eletrificados.

Contudo, não está descartada algum tipo de eletrificação no futuro, com Blume a revelar que a aprendizagem obtida com o programa de resistência — que dominou as 24 Horas de Le Mans — pode ter reflexo no futuro do 911.

Porsche 911 Turbo
Porsche 911 Turbo

A eletrificação já representa uma grande fatia das vendas da marca de Estugarda e já está presente no Cayenne e no Panamera, nas variantes híbridas plug-in, e também no Taycan, o primeiro modelo totalmente elétrico da Porsche.

Em breve, vai seguir-se um Macan movido exclusivamente a eletrões — vai estrear a plataforma PPE (desenvolvida em conjunto com a Audi), e versões eletrificadas do 718 Boxster e Cayman também poderão estar na calha, ainda que para já não esteja nada decidido: há “uma oportunidade para os fazer como um veículo elétrico, mas estamos ainda na fase de concetualização. Ainda não decidimos”, afirmou Blume em entrevista à Top Gear.

Porsche 911 Carrera

Regressando ao 911, a resposta para toda esta “equação” — eletrificação ou não eletrificação? — pode estar diretamente relacionada com a aposta recente da Porsche nos combustíveis sintéticos, uma vez que a marca alemã anunciou recentemente uma parceria com a Siemens Energy para produzir combustíveis sintéticos no Chile a partir do próximo ano.

Sabe responder a esta?
Qua a potência do Porsche 911 GT3 (992)?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Já conhecemos o novo Porsche 911 GT3 (992). Todos os detalhes

Mais artigos em Notícias