Tuning

Abarth 595 Hercules da Pogea Racing: a prova de que os carros não se medem aos palmos

Convencida de que o Abarth 595 pode ser ainda mais desportivo e agressivo, a Pogea Racing lançou mãos à obra. O resultado foi o Abarth 595 Hercules.

Depois de há uns anos ter proposto um Abarth 595 com 410 cv, a preparadora Pogea Racing decidiu voltar a trabalhar com base no espevitado citadino e o resultado foi o Abarth 595 Hercules.

Desta vez a transformação foi bem menos radical mas, quiçá, mais utilizável no dia a dia. Mas vamos por partes e comecemos pelo que mudou no exterior do 595 Hercules.

Com esta transformação o Abarth 595 ganhou “músculo”. Para tal, recebeu um novo capô com grandes entradas de ar, guarda lamas mais largos, novas saias laterais e uma asa traseira de dimensões consideráveis. Escusado será dizer que todas estas peças são em fibra de carbono.

VÊ TAMBÉM: Estes Abarth não derivaram de modelos Fiat
Abarth 595 Hercules

E debaixo do capô, o que muda?

Como te dissemos, esta nova transformação do Abarth 595 levada a cabo pela Pogea Racing foi um pouco mais ortodoxa que aquela de que te falámos no início do texto.

Desta forma, a potência subiu para os 220 cv e o binário para os 350 Nm, números mais impressionantes que os já de si respeitáveis 180 cv e 250 Nm que o 595 Competizione oferece de série. Tudo isto permite ao endiabrado modelo italiano cumprir os 0 aos 100 km/h em apenas 6,2s e atingir os 232 km/h de velocidade máxima.

VÊ TAMBÉM: Pirelli volta a fazer pneus para o Fiat 500, o mais pequenito e original

Para conseguir este aumento de potência a Pogea Racing ofereceu ao Abarth 595 Hercules uma nova unidade de gestão do motor, um escape da Monsterexhaust e um downpipe de 200 células. Como opção, é ainda possível equipar o 595 Hercules com isolamento do escape para reduzir a temperatura no compartimento do motor.

O que mais muda?

Como seria de esperar, a acompanhar o novo visual e o aumento de potência oferecidos ao Abarth 595 Hercules encontramos também uma melhoria das ligações ao solo.

Equipado com um kit de suspensão coilover, o 595 Hercules tem o centro de gravidade rebaixado 45 mm face aos modelos de série. Além disto, conta ainda com jantes forjadas de 18” equipadas com pneus Michelin Pilot Sport 4S.

Qual o preço de tudo isto? Sem contar com o preço do Abrth 595 que tem de ser comprado à parte, a transformação ascende aos 18 810 euros aos quais têm ainda de ser aplicados os respetivos impostos.

Sabes responder a esta?
Qual foi o primeiro modelo a recorrer a um motor Diesel de injeção direta?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Fiat. A marca que «inventou» os motores Diesel modernos

Mais artigos em Notícias