Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Renault poderá abandonar os motores Diesel na Europa dentro de 4 anos

A reunião interna do passado mês de julho poderá ter precipitado o fim dos blocos dCi até 2020, nos utilitários e pequenos familiares.

Os motores Diesel da gama Renault poderão ter os dias contados. De acordo com os últimos rumores, os altos responsáveis da marca francesa estão a planear uma mudança drástica no plano estratégico para os próximos anos, que poderá passar pelo desinvestimento nos motores dCi nos segmentos B e C, incluindo os best-sellers Renault Clio e Mégane (hatchback).

Tudo isto se deve aos limites de emissões de gases poluentes impostos pela norma Euro6 cada vez mais severos, que irão tornar o desenvolvimento dos motores Diesel pouco viáveis a nível financeiro. “As normas e métodos de testes cada vez mais rígidos irão levar ao aumento dos custos tecnológicos, ao ponto de empurrar os motores Diesel para fora do mercado”, garantiu uma fonte próxima da marca à agência Reuters.

VEJAM TAMBÉM: Acabou. Renault Mégane RS deixa de ser produzido

Embora não haja ainda qualquer confirmação oficial, os responsáveis da Renault, uma das marcas que investiu largamente no desenvolvimento de motores Diesel, prevêem que a decisão poderá ter de acontecer até 2020. Tudo isto acontece cerca de um ano depois do escândalo Dieselgate.

Fonte: Reuters

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Notícias