Está tudo louco: Aston Martin pondera equipar o Cygnet com um motor V12

Sem querer ofender ninguém, parece-me que algumas marcas de automóveis foram contaminas pelo vírus do absurdismo. Será que faz algum sentido enfiar um motor V12 num Toyota iQ… perdão, Aston Martin Cygnet…?

Se o objetivo da Aston Martin é levar o primeiro automóvel de estrada à lua, então talvez estejam num bom caminho. Sim, porque equipar o pequeno Cygnet de 930 kg com um motor 6.0 V12 capaz de produzir mais de 500 cv de potência, é meio caminho andando para meterem este citadino a voar. Eu sei… O que eu acabei de dizer é ridículo, mas acreditem que não é mais incongruente que esta “estupenda” ideia da marca britânica.

Ainda não há nenhuma confirmação oficial por parte da Aston Martin, mas onde há fumo, há fogo, e ao que parece os engenheiros da marca já descobriram uma maneira possível de substituir o modesto 1.3 de 97 cv por um gigante V12. E aqui tenho de dar os meus parabéns aos engenheiros, porque não deve ter sido nada fácil concretizar este “pesadelo”.

Não se sabe ao certo as performances que irá ter este “bichinho”, mas imaginem o que seria um senhor entrar num concessionário da Aston Martin com um cartão MasterCard Black na carteira, à procura de um potente e charmoso desportivo e o vendedor depois de lhe mostrar um Vanquish V12 mostra-lhe um “pinipom” que consegue ser mais rápido que quase toda a restante gama da marca. Com que cara é que esse senhor vai comprar um Aston Martin?

Caros responsáveis pela Aston Martin, pensem bem no que acabei de escrever. Por mais “malucos” que existam para comprar este míssil de bolso, devem ter em atenção a imagem que estão a passar para o exterior, e quer acreditem, quer não, a Aston Martin é uma das marcas que eu mais respeito no mundo automóvel. Por isso, fiquem-se só pela ingénua criação do Cygnet e p.f.f. não se metam em mais aventuras…


Texto: Tiago Luís