Equipa

Diretor Editorial e co-fundador do Razão Automóvel. Tem 27 anos e é um admirador confesso de tudo o que envolve motores, dos automóveis até aos motociclos. Praticante de todo-o-terreno, iniciou-se nas lides da condução aos comandos de um Citroen Ax. Não resiste a umas boas curvas, seja no asfalto ou numa folha de papel.

Diretor Financeiro e co-fundador do RazãoAutomóvel. Tiago Luís, está há mais de duas décadas neste mundo e é um verdadeiro apaixonado pelo «borbulhar» de um bom motor italiano. Os postos de abastecimento de combustível são a sua segunda casa…

Director de Marketing e co-fundador do Razão Automóvel | Aos 20 anos, o pai passou-lhe um Alfa Romeo para as mãos com 300 mil quilómetros e disse-lhe: “Faz-te à vida.” Desde então tem feito amizade com mecânicos e condutores de reboque por este país fora. Na nossa primeira reportagem, ficamos apeados na A1.

Diretor de Arte e co-fundador do Razão Automóvel. Quando não está atrás do ecrã, encontra nas rotundas e ganchos a utilidade da tração traseira do seu carro. Na sua alma criativa, encontra uma crescente vontade de desenhar curvas a fundo. Faz surf sempre que pode, mas isso não nos interessa.

Tem no ADN a paixão por automóveis, ainda no ventre materno já gostava de andar de carro. Atingiu na formação como mecânico de automóveis o nirvana do viver e respirar técnica automóvel. Define-se como um Gearhead/Petrolhead e tem a condução como o seu Elixir de Vida.

A cada dia que passa o Bruno vê-se cada vez mais como um verdadeiro apaixonado e viciado pelo mundo automóvel. Desde automóveis clássicos, até às máquinas automóveis mais recentes, o Bruno gosta de escrever sobre tudo. O que o safou da loucura foi juntar-se ao Razão Automóvel (ou talvez não…)

Editor do Razão Automóvel e um “petrolhead” confesso. Alcatrão, gasolina, borracha e metal, são estes os seus quatro elementos básicos. Conduzir é para ele uma terapia e uma forma de estar. E se o «terapeuta» tiver tração traseira então… é o nirvana total!

Apaixonado por automóveis desde que tem memória, Ricardo Correia é fascinado por dois extremos: o hardcore automóvel das direcções não-assistidas e a engenharia de ponta das trocas de caixa instantâneas.

O encanto pelos automóveis empurraram-o para o mundo do design, com a enebriante possibilidade de poder vir a criar estas «criaturas» rolantes . Quando lhe colocaram um volante nas mãos, Fernando Gomes apercebeu-se ainda mais da complexa relação entre o homem e a máquina. Está definitivamente «agarrado»…

Desde muito novo que sente uma grande paixão pelo mundo automobilístico e pelo prazer de condução que cada vez é maior. Hoje em dia juntou a essas paixões o gosto pela fotografia.

Director de Fotografia do Razão Automóvel e Spotter. Enamorado por fotografia e automóveis, dois prazeres que fortalecem sem sinais de parar. Não há nada que lhe satisfaça como ocasionalmente agarrar no volante e partir sem destino.“Qual das minhas fotos é a minha favorita? Aquela que vou tirar amanhã.”