Mercado

SEAT já vendeu mais de 200 mil unidades desde o início do ano

As vendas da marca espanhola subiram 11,9% no último mês. Espanha, Alemanha, Reino Unido, Suíça e Áustria foram os países que mais cresceram.

Depois de um ano de 2016 muito positivo – desde 2007 que a SEAT não apresentava lucro operacional – em 2017 a tendência promete continuar. Nos cinco primeiros meses do ano, a marca espanhola vendeu 201 300 veículos em todo o mundo, uma subida de 13,9% face a igual período do ano passado. Só no mês passado, a SEAT entregou 42 600 veículos, mais 4 500 modelos que em 2016, um aumento de 11,9%.

A SEAT está prestes a completar a primeira metade de 2017 acima das expetativas. Somos uma das marcas que mais cresceu na Europa este ano e conseguimo-lo, ainda assim, sem contarmos com o novo Ibiza, que nos dará um impulso adicional. Além disso, este mês apresentaremos o novo Arona, o nosso primeiro crossover compacto. Este segmento é um dos com maior crescimento e irá alargar a nossa cobertura de mercado para cerca de 80%.
Wayne Griffiths, vice-presidente comercial da SEAT

Entre janeiro e maio, o mercado espanhol liderou a procura com 44 100 automóveis entregues (+23,1%), enquanto que o mercado alemão subiu 10% e o britânico 20%. Entre os mercados com maior crescimento para a SEAT também figuram a Áustria (7.800 veículos; +23,7%), Polónia (5.100; +25,8%) e Suíça (4.300; +66,5%).

Na segunda metade do ano, a SEAT prepara-se para ampliar a sua gama com um SUV compacto, o novo SEAT Arona, que será apresentado em Barcelona no próximo dia 26 de junho. Esta será a terceira novidade de 2017, depois do Leon e do Ibiza – o utilitário chega à rede de concessionários em Portugal este fim de semana.

Descobre se és um verdadeiro petrolhead e testa o teu conhecimento acerca do próximo artigo.

Sabes responder a esta?
Que clássico da SEAT sofreu recentemente um restauro oficial?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Automobile Barcelona. O SEAT 600 está de volta!

Pub