Antevisão

Adamastor. O novo desportivo «made in Portugal»

São as primeiras imagens do Adamastor, um desportivo made in Portugal, preparado para os circuitos, mas homologado para circular na via pública.

A Circleroad é uma empresa portuguesa que actua na área da fabricação automóvel. E agora, graças a novas parcerias entre empresários e investigadores nacionais, está a desenvolver um novo desportivo que se irá chamar Adamastor. O projecto começou em 2012 e já se encontra numa fase desenvolvimento bastante avançada, com a produção de uma pequena série do modelo a ter início ainda este ano.

De acordo com a Circleroad, o Adamastor promete conciliar as exigências de um carro de competição, com as necessidades do dia-a-dia. Uma dualidade expressa na denominação interna do projecto: P003 RL, traduzindo-se como protótipo de terceira geração e Road Legal (homologado para estrada).

O Adamastor foi construído de raiz para despertar o piloto que há em nós, tendo resultado num automóvel puro e que proporciona uma experiência de condução ímpar
Ricardo Quintas e Nuno Faria, sócios-fundadores

Também promete ser um modelo personalizável, criado, na sua essência, entre a marca e o cliente, pelo que cada modelo deverá ser único. Caso o deseje, o cliente pode acompanhar todo o processo de produção do seu Adamastor.

Segundo os seus criadores irá apresentar “linhas harmoniosas, equilibradas e de uma simplicidade que reforça a aerodinâmica em pista”. De momento, pelos teasers apresentados, pouco se consegue descortinar, apenas que parece tratar-se de um roadster de dois lugares.
Adamastor

A origem do nome Adamastor

Recordemos os Lusíadas, a obra máxima de Luís de Camões. Adamastor é uma figura mitológica, baseada na mitologia greco-romana, que simboliza o confronto de Vasco da Gama contra as forças da natureza ao tentar dobrar o Cabo das Tormentas – hoje denominado Cabo da Boa Esperança – para chegar à Índia por via marítima.

Que tal. Gostam do nome?

Sim, sim… então e motores?

Em resposta à Razão Automóvel, a Circleroad levantou o «véu» sobre a motorização que vai equipar o Adamastor. Alias, motorizações! Este modelo não terá uma motorização base, a motorização que vai equipar o Adamastor dependerá da escolha do cliente, pelo que não é possível apontar performances ou especificações técnicas para o modelo.

Como referimos anteriormente, a personalização será um dos pilares deste novo projeto «made in Portugal». Logo que hajam novidades voltaremos a este assunto. Afinal de conta, não é todos os dias que nasce um desportivo em Portugal.

Pub