Será o novo Peugeot 3008 uma metamorfose perfeita? Fomos descobrir

A Peugeot apresentou o seu novo SUV, o Peugeot 3008, e nós fomos até Itália para o conhecer de perto. A marca francesa riscou o conceito de monovolume do ADN do Peugeot 3008 e “atirou-o” para o disputado segmento dos SUV C, seguindo o inevitável caminho da tendência.

Chegar a Bolonha com o céu lavado em lágrimas e uma temperatura a rondar os 12 graus não foi o cartão de visita mais agradável, confesso. A última vez que tinha estado nesta região italiana, o tempo estava bem mais interessante. Desta vez esperavam-me mais de 200 km de chuva, nevoeiro intenso e condutores que desconhecem as mais elementares regras do código da estrada. O que depois de poucas horas de sono e um voo de 3 horas, prometia ser um verdadeiro desafio.

peugeot-3008-2017-12

Enquanto me abrigo da chuva debaixo do portão da bagageira do novo Peugeot 3008, ainda à porta do aeroporto, recordo que “na bagagem” trago um ano de primeiros contactos com SUVs anormalmente intenso, sendo esta a quarta vez que sou chamado a colocar à prova um SUV do segmento C. É normal que assim o seja e as vendas são prova disso: por cada 10 automóveis vendidos na Europa, 1 pertence ao segmento SUV C.

A Peugeot classifica o novo Peugeot 3008 como um produto sensorial, personalizável, acolhedor, mas acima de tudo como um SUV que consegue proporcionar uma experiência de condução superior aos seus concorrentes. Conseguirá um SUV ser tudo isto?

Primeiro impacto

Desde logo reparo que a silhueta de monovolume deu lugar a uma de SUV, com uma altura ao solo melhorada, proteções um pouco por todo o lado, jantes de dimensões generosas e uma frente verticalizada que dá um aspecto mais imponente ao Peugeot 3008. Não tenho dúvidas, é um verdadeiro SUV.

peugeot-3008-2017-8

No tejadilho encontramos o teto “Black Diamond”, um teto em preto brilhante disponível como opcional e que lhe atribui mais um ponto no design. Na frente, as luzes full LED são opcionais. Estão disponíveis dois níveis de equipamento (Active e Allure), um nível mais completo (GT Line) e a versão GT.

No interior, o novo i-Cockpit

Uma vez sentado no lugar do condutor, é sem dúvida o que mais sobressai neste novo Peugeot 3008. O Peugeot i-Cockpit de última geração visa transportar o condutor para um ambiente high tech optimizado para o prazer de condução.

O volante está ainda mais compacto e surge agora cortado também no topo, permitindo uma maior visibilidade do painel de instrumentos. Era um dos problemas que a Peugeot tinha de solucionar e a meu ver, está resolvido.

peugeot-3008-2017-2

Ao centro do painel de bordo está um touchscreen de 8 polegadas, com uma qualidade de imagem e desenho dos menus que merece nota alta. Mas o que salta logo à vista é o quadrante, agora totalmente digital. É um ecrã de 12,3 polegadas de alta resolução, que apresenta, para além do velocímetro e do conta-rotações, informações de GPS, consumos, etc, sendo totalmente configurável e de fácil utilização.

A Peugeot vai mais longe e o novo i-Cockpit propõe uma experiência “sensorial”, através do i-Cockpit Amplify. Altera as cores, a intensidade da luz interior, os parâmetros do ambiente musical, o padrão de massagens dos bancos e provoca ainda uma experiência olfativa através de um difusor de fragâncias com 3 aromas e 3 níveis de intensidade. A Peugeot não se poupou a nada e entregou o desenvolvimento destas fragrâncias à Scentys e Antoine Lie, dois dos mais prestigiados criadores de perfumes do mundo.

RELACIONADO: Novo Peugeot 3008 DKR ao assalto do Dakar 2017

A acrescentar a isto a Peugeot disponibiliza ainda o Driver Pack Sport, que uma vez selecionado (botão SPORT) torna a direção assistida mais firme, o acelerador mais sensível e uma melhor resposta do motor e também da caixa (apenas nos modelos equipados com caixa automática com patilhas no volante). Há também dois ambientes distintos: “Boost” e “Relax”, com um tipo de materiais e detalhes do interior diferentes.

O interior destaca-se ainda pela modularidade (com banco traseiro rebatível “Magic Flat”)  que permite obter uma superfície plana da bagageira e com 3 metros de comprimento. No apoio de braços do banco traseiro há ainda uma abertura para skis.

peugeot-3008-2017-37

A mala tem uma capacidade de 520 litros e um sistema de abertura fácil (Easy Open) através de um gesto com o pé sob o para-choques traseiro.

Motores

A gama de motores gasolina e Diesel Euro 6.1 foi escolhida a dedo pela marca de Sochaux. O 1.2 PureTech de 130 cv vem com um carimbo “best in class”, em termos de potência, registando 115 g/km de CO2. Quem também não fica a perder em atributos é o motor Diesel 2.0 BlueHDi de 150 cv e 180 cv, com a versão mais potente equipada com caixa automática a ser considerada também “Best in Class”.

Ainda nos Diesel encontramos aquele que deverá levar o rótulo mais vendido em Portugal, o 1.6 BlueHDi de 120 cv.

Ao volante

Todos estes nomes difíceis de decorar e equipamento high tech ficam um pouco no esquecimento durante aquela “tarefa arcaica” que é agarrar no volante e conduzir. Aqui é que sentimos um pouco o que é o i-Cockpit e aquele go-kart feeling (de onde é que retirei isto?…) que a Peugeot diz conseguir proporcionar. E em abono da verdade, até consegue.

peugeot-3008-2017-13

O volante pequeno, a caixa bem escalonada e os pedais no sítio certo fazem esquecer que estamos ao volante de um SUV de segmento C com quase 4,5 metros de comprimento. O Peugeot 3008 é ágil e despachado em todas as motorizações testadas: 1.2 PureTech de 130 cv, 1.6 BlueHDi de 120 cv e 2.0 BlueHDi de 180 cv.

GLÓRIAS DO PASSADO: Peugeot 404 Diesel, um «fumarento» feito para bater recordes

A caixa automática de 6 velocidades é agradável e proporciona uma condução descontraída e de resposta pronta perante aquela ultrapassagem inesperada. Não podemos é esperar uma grande rapidez de resposta numa estrada desafiante, mas com os miúdos atrás isso também não seria desejável…

A plataforma utilizada, a EMP2, ajuda muito neste capítulo da condução, sendo responsável por uma redução de 100 kg de peso face à anterior geração. O peso do Peugeot 3008 começa nos 1325 kg (gasolina) e 1375 kg (Diesel).

Tecnologia para “dar e vender”

O Peugeot 3008 está perfeitamente alinhado com a concorrência neste campo, prova da sua maturidade. Entre os vários sistemas de ajuda à condução, destacam-se: alerta activo de transposição involuntária de faixa de rodagem, sistema de detecção de fadiga, assistente automático de máximos, reconhecimento dos painéis de velocidade, Cruise Control adaptativo com a função Stop (com caixa de velocidades automática) e sistema activo de vigilância do ângulo morto.

A NÃO PERDER: Peugeot 205 Rallye: Era assim que se fazia publicidade nos anos 80

Nos sistemas de infoentretenimento a Peugeot não passa ao lado da evolução, tendo dotado o Peugeot 3008 da função Mirror Screen (Android Auto, Apple CarPlay), carregamento wireless, navegação 3D, TomTom Traffic para informações em tempo real e fornecidas pela comunidade de utilizadores.

peugeot-3008-2017-1

O Peugeot 3008 pode ainda ser equipado com o sistema Advanced Grip Control, que inclui controlo de tração optimizado e com cinco modos de aderência (Normal, Neve, Lama, Areia, ESP OFF) que pode ser controlado por um seletor, Hill Descent Assist e pneus específicos de 18 polegadas.

Resumindo

O Peugeot 3008 é um novo concorrente e forte candidato ao sucesso no segmento SUV C, consegue cativar pela condução e também ganha pontos por apresentar um i-Cockpit melhorado. Seguindo uma estratégia transversal da Peugeot em todos os seus modelos, o Peugeot 3008 quer posicionar-se acima dos seus concorrentes e isso nota-se também no preço. A decisão de transformar o Peugeot 3008 num SUV foi acertada e sim, muito provavelmente, é uma metamorfose perfeita. Já quanto à chuva, para a próxima não deixo o guarda-chuva em casa.

ACTIVE ALLURE GT LINE GT
1.2 PureTech 130 cv S&S CVM6 30.650 € 32.650 € 34.950 €
1.6 BlueHDi 120 cv CVM6 32.750 € 34.750 € 37.050 €
1.6 BlueHDi 120 cv EAT6 36.550 € 38.850 €
2.0 BlueHDi 150 cv CVM6 40.550 €
2.0 BlueHDi 180 cv EAT6 44.250 €

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Pub