Mercado

A melhor fábrica de caixas de velocidades Renault-Nissan é portuguesa

São muitos os modelos da Renault e Nissan que circulam, em todo o mundo, com caixas de velocidades e outros componentes de produção portuguesa.

O ano de 2016 promete ficar na história da Renault Cacia, a fábrica da marca francesa em solo nacional. Pela primeira vez, a unidade localizada no centro industrial de Aveiro, que é simultaneamente uma das maiores exportadoras nacionais, foi distinguida não só pelo Grupo Renault mas também pela Aliança Renault-Nissan como a melhor fábrica na produção de caixas de velocidades. Com o objetivo de fomentar a competitividade entre todas as suas unidades industriais espalhadas pelo globo, a Renault-Nissan estabelece todos os anos um ranking com base nos seguintes critérios: Qualidade da Produção, Prazo, Escoamento da Produção e, claro, Performance Global.

Mais de 70% do volume de negócios da fábrica diz respeito à produção de caixas de velocidades e seus componentes. No entanto, a unidade também produz diversos componentes para motores a gasolina, bombas de óleo (do qual é o maior fornecedor de todo o Grupo Renault), árvores de equilibragem e outros componentes.

Volume de negócios cresceu 7% em 2015

Com um volume de negócios de 280,6 milhões de euros no ano passado – um crescimento de 7% em relação a 2014 – a Renault Cacia produziu caixas de velocidades e outros componentes mecânicos para 14 países, entre os quais a África do Sul, Argentina, Brasil, Espanha, França, Grã-Bretanha, Índia, Irão, Marrocos, Roménia, Rússia, Tailândia e Turquia.

Inaugurada em setembro de 1981 e situada num complexo industrial de 340.000 m² de área total (dos quais 70.000 m² de área coberta), a Renault Cacia é a segunda maior unidade industrial de construtores automóveis em Portugal (em número de colaboradores) e a maior unidade industrial do distrito de Aveiro, com mais de 1.000 colaboradores.

Pub