Tecnologia de condução autónoma testada na Cimeira do G7

A tecnologia de condução autónoma Nissan ProPilot foi testada na Cimeira do G7 em Ise-shima, Japão.

Donald Tusk, Presidente do Conselho Europeu, teve a oportunidade de experimentar a Nissan ProPilot a bordo de um de sete novos veículos com esta nova tecnologia.

O percurso de estrada em modelos autónomos fez parte de uma série de eventos planeados durante a Cimeira do G7 que decorreu na semana passada. O protótipo, com base no Nissan Leaf, foi equipado com um radar de onda milimétrica, scanners laser, câmaras de vídeo e uma Interface Homem-Máquina (HMI – Human Machine Interface) desenvolvida especificamente para a condução autónoma.

A NÃO PERDER: Estes são os 11 carros mais poderosos do mundo

Esta iniciativa permitiu testar a forma como a tecnologia ProPilot da Nissan poderá navegar em condições reais em estrada, incorporando duas funcionalidades inovadoras. A primeira, um mini scanner laser de alta definição que determina a distância entre o veículo e o que o rodeia através de medições tridimensionais precisas, que permite a navegação em espaços apertados. O segundo é um sistema de câmara de 360 graus de oito vias, que permite decisões precisas sobre as rotas em cruzamentos e em vias com curvas acentuadas. Estas tecnologias já estão a ser testadas em ruas e rodovias no Japão e nos Estados Unidos desde o início deste ano.

A tecnologia de condução autónoma Nissan ProPilot será introduzida no Japão ainda este ano, e posteriormente será expandida para a Europa, Estados Unidos e China. Em 2018, a Nissan pretende implementar a tecnologia Nissan ProPilot de faixas múltiplas (que permite a mudança de faixa autónoma em autoestradas) e em 2020 esta nova tecnologia irá facilitar a condução em ruas urbanas, incluindo cruzamentos.

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Pub