Motor do ano 2015: estes são os vencedores

25/06/2015
2.805 views
Share Button

Desde 1999 que se cumpre a tradição de eleger o motor do ano, com prémios distintos em diversas categorias muitos são os candidatos que sonham com o ouro. Numa avaliação cada vez mais focada na eficiência energética dos blocos a concurso, o fator tecnológico é cada vez mais crucial nas decisões finais.

Foram reunidos 65 júris que fazem parte da imprensa especializada no mundo automóvel, num leque abrangente composto por 31 nacionalidades. Entre 12 categorias, vamos dar-vos a conhecer os vencedores:

Motor do ano 2015 – Categoria Sub 1L:

O sobejamente conhecido e vencedor do ano passado repete aqui novamente a proeza de arrecadar o devido troféu, falamos do bloco 1.0 Ecoboost da Ford. Este pequeno bloco, disponível nas variantes de 100 e 125cv, sem contar com a versão especial de 140cv no Fiesta Red e Black Edition, é o culminar de mais de 5 milhões de horas de trabalho repartidas por 200 engenheiros. A pontuação não podia ser mais expressiva, conseguiu 444 pontos.

Ford_3Cylinder_EcoBoost_1l

Motor do ano 2015 – Categoria 1L -1.4L:

A PSA volta às luzes da ribalta, muito graças ao mais recente bloco EB Turbo. O pequeno 1.2 l Turbo, disponível nas variantes de 110 e 130cv, conta com mais de 1,6 milhões de quilómetros de testes em estrada e 25.000 horas em banco de teste. O grupo PSA não poupou custos na hora de desenvolver a nova família EB Pure Tech, com um investimento total de 893 milhões de euros divididos quase que irmãmente entre pesquisa e desenvolvimento e recursos de produção industrial, vence esta categoria com 242 pontos.

Moteur_PSA_1_2_e_THP_18

Motor do ano 2015 – Categoria 1.4 -1.8L:

Ventos de mudança sopram nesta direcção, principalmente porque os concorrentes são mais do que muitos e todos eles verdadeiramente entusiasmantes pelas performances extraídas.

O código B38K15T0, diz-vos alguma coisa?

O grupo mecânico do BMW i8 é o grande vencedor desta categoria. O 1.5l twin power turbo de apenas 3 cilindros e 231 cavalos conseguiu arrasar a concorrência, com um total de 262 pontos. A mestria no domínio da tecnologia Efficient Dynamics começa a fazer-se valer.

BMW-i8-3-cylinder-engine

Motor do ano 2015 – Categoria 1.8 – 2.0L:

Numa categoria sem grandes surpresas a Mercedes-Benz continuar a reinar com o bloco M133, um 2.0L turbo de 4 cilindros com uns expressivos 360 cavalos e que segundo a própria Mercedes-Benz poderá chegar aos 400 cavalos numa versão S do A45 AMG. A verdade é que muitas empresas de tuning já conseguem extrair mais de 400cv com recurso à reprogramação. Com uma pontuação total de 298 pontos, o bloco da Mercedes olha para o 2º lugar a mais de 50 pontos de distância.

2013-Mercedes-Benz-A45-AMG-14

Motor do ano 2015 – Categoria 2 .0 – 2.5L:

Mais um repetente, com uma fórmula de sucesso, o bloco CEPA/CEPB, reconhecido como o saudosista 2.5l turbo de 5 cilindros e 20V, conta com 7100rpm de redline e surgiu com um leque de potências para todos os gostos. Desde os modestos 310cv do 1º RS Q3, agora com 367cv, até aos mais eufóricos 408cv e redline de 8000rpm no Audi Quattro Concept. Este bloco da Audi dizimou a concorrência com 347 pontos, o 2º lugar desta categoria obteve quase metade da pontuação do 2.5TFSI.

audis-25l-tfsi-keeps-its-engine-of-the-year-crown-35459_1

Motor do ano 2015 – Categoria 2.5 -3.0L:

Mais uma vez a BMW volta a mostrar porque é que os 6 cilindros em linha têm um poder místico que poucos compreendem. O bloco S55 é um regresso em grande da BMW aos blocos de 6 cilindros, mas agora com recurso à sobrealimentação. O S55 M Power brinda-nos com 431cv das 5500rpm às 7300rpm e o binário de 550Nm surge logo às 1850rpm, mantendo-se constante até as 5500rpm. Se foi esta elasticidade que lhe deu a arrebatadora classificação de 246 pontos, não poderia haver mais justo vencedor desta classe.

imageDispatcher

Categoria 3.0 – 4.0L:

Uma estreia para McLaren, que vê o seu renascimento como marca mais do que premiado com um excelente bloco mecânico, falamos do bloco M838T. Responsável por animar todos os modelos da McLaren, este V8 biturbo de 3,8l é um regalo para os sentidos: os jurados deram-lhe 258 pontos.

2012-mclaren-mp4-12c-m838t-twin-turbocharged-38-liter-v-8-engine-photo-385637-s-1280x782

Motor do ano 2015 – Categoria 4.0L +:

Sem grandes surpresas a Ferrari volta a levantar o troféu nesta categoria. O bloco F136 FB e F136 FL, presentes nos Ferrari 458 Italia e 458 Italia Speciale, forma reis e senhores. Este bloco é um dos últimos puros e duros atmosféricos que a Ferrari produziu na configuração de 8 cilindros em V, capaz de sinfonias extra sensoriais perto das 9000rpm: os 295 pontos são inteiramente justificados.
Ferrari-V8

Motor do ano 2015 – Categoria Green Engine (motor ecológico):

A competição era restrita, com apenas 4 fabricantes nesta classe. A grande vencedora volta a ser a Tesla com o Model S. O modelo eléctrico mais musculado de todos actualmente em comercialização continua a dar cartas com a sua plataforma inovadora e uma eficácia energética de fazer inveja à concorrência. Recebeu 239 pontos.

546b4c6d63c6c_-_telsa-dual-motor-p85d-lg

Motor do ano 2015 – Categoria Performance Engine:

A Ferrari mais uma vez repete a proeza e bloco F136 nas variantes FB e FL, do 458 Italia, voltam a dominar o panorama no que à performance pura e dura diz respeito. 236 pontos foi que chegou para reunir as preferências.

Ferrari_458_speciale_3

Motor do ano 2015 – Categoria New Engine:

É aqui que a BMW começa a traçar um padrão de prémios. O bloco B38K15T0 do i8 é literalmente o “new kid on the block”, chega e vence a categoria pela inovação, com 339 pontos.

11920-2015-bmw-i8-engine-photo

E finalmente o Motor do Ano 2015:

Vai para………………………………… o B38K15T0. A BMW é a grande vencedora e está de parabéns, o 1.5l twin power turbo de 3 cilindros que equipa o BMW i8 é o grande vencedor destronando o bloco 1.0 Ecoboost da Ford. A pontuação fala por si: 274 pontos para o bloco da BMW e 267 honrosos pontos para o pequeno 1.0 Ecoboost. Não menos importante, destaca-se o bronze para a PSA com o bloco BE Turbo que amealhou 222 pontos nesta categoria passando à frente do bloco da F136 da Ferrari.

Fonte: Ukipme

Concordam com a eleição? Transmitam-nos o vosso feedback aqui e nas nossas redes sociais.

Não deixe de nos seguir no Instagram e no Twitter

Tem no ADN a paixão por automóveis, ainda no ventre materno já gostava de andar de carro. Atingiu na formação como mecânico de automóveis o nirvana do viver e respirar técnica automóvel. Define-se como um Gearhead/Petrolhead e tem a condução como o seu Elixir de Vida.