Renault Clio GT 120 EDC: tempero RS

28/05/2015
3.362 views
Share Button

Para aqueles que pretendem um utilitário com tempero desportivo, a marca francesa desenvolveu o Renault Clio GT 120 EDC.

De aspeto desportivo, esta versão GT é suficientemente diferente dos Renault Clio “normais” para fazer rodar algumas cabeças à sua passagem. A cor Azul Malte da unidade ensaiada combinada com as jantes de 17’’ escurecidas têm alguma responsabilidade (muita!).

Debaixo da vestimenta desportiva deste Renault Clio GT está um motor 1.2 TCe com 120cv e 190Nm de binário, suficientes para imprimir andamentos vivos – ainda que para se tirar o devido partido do mesmo seja necessário subir de regime, o que irá em consequência elevar os consumos para lá dos 8 litros por cada 100Km. Em andamentos mais comedidos a elasticidade do motor é a nota dominante, permitindo rolar tranquilamente a qualquer velocidade com consumos mais racionais.

Renault Clio GT-6

Mas antes de entrar em pormenores mais monótonos há que acrescentar que embora o barulho proveniente do sistema de escape seja pouco entusiasmante (comparado com o Clio RS) a experiência ao volante é melhorada com a utilização do R Sound Effects RS.

Este sistema reproduz o som dos melhores veículos da joint-venture Renault Nissan através das colunas. Este sistema funciona em sincronismo com o acelerador e com a caixa de velocidades. Escolhemos o som do Nissan GT-R pelos motivos óbvios, o que fez com que os modestos 120cv passassem rapidamente para os 500cv – podemos sonhar certo?

Em termos dinâmicos este Renault Clio GT destaca-se pelo seu botão RS Mode localizado na consola central. Botão que ativa o modo Renault Sport, e que faz com que o acelerador fique mais sensível ao toque, embora a caixa não acompanhe essa rapidez.

Renault Clio GT-17

Relativamente acessível, com um preço base de 20.780€ e já bem equipado, mas onde ainda podemos adicionar pequenas mordomias como esta magnífica cor azul (650€). O Renault Clio GT vem de série com sistema R-Link, que por mais 250€ pode ser complementado pelo sistema R.S. Monitor 2.0 que monitoriza as prestações do carro, as forças G e muitos outros detalhes como a temperatura da água, óleo ou travões. Pormenores dignos do jogo Gran Turismo.

Está equipado de série com ar condicionado automático, sensores de chuva e luminosidade, regulador e limitador de velocidade, sensores de estacionamento (câmara traseira opcional) e o sistema R-Link, onde dispõem do sistema de navegação, ligação à internet, ligação Bluetooth, USB e kit mãos-livres.

Fotografia: Gonçalo Maccario

MOTOR 4 Cilindros
CILINDRADA 1197 cc
TRANSMISSÃO 6 Vel. EDC
TRAÇÃO Dianteira
PESO 1186 kg.
POTÊNCIA 120 CV / 4.900 rpm
BINÁRIO  –
0-100 KM/H 9,8 seg
VEL. MÁXIMA 199 km/h
CONSUMO 5,2 lt./ 100 km (ciclo misto)
PREÇO 20.780€

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Editor do Razão Automóvel e um “petrolhead” confesso. Alcatrão, gasolina, borracha e metal, são estes os seus quatro elementos básicos. Conduzir é para ele uma terapia e uma forma de estar. E se o «terapeuta» tiver tração traseira então... é o nirvana total!