McLaren-Honda: o começo de uma nova era

Share Button

McLaren e Honda, ingleses e japoneses, voltam a unir esforços para atacar o Mundial de Fórmula 1. É o regresso da armada Mclaren-Honda ao grande palco do automobilismo mundial.

Um dos grandes motivos de interesse da temporada 2015 do Mundial de Fórmula 1 é o regresso da Mclaren-Honda ao paddock. Um casamento que num passado relativamente distante, escreveu alguns dos mais bonitos capítulos da história da modalidade sob a batuta do génio brasileiro, Ayrton Senna.

RELACIONADO: Conheçam a história de Bruce Mclaren, uma vida dedicada aos automóveis

A equipa Mclaren-Honda diz que não quer repetir a história, mas antes escrever novos capítulos. Uma declaração bonita, mas que soa a rubbish do departamento de comunicação da equipa. Algo como “vencer a todo o custo, como se não houvesse amanhã” não soa tão bem, mas é o que a Mclaren-Honda quer: vencer e repetir as conquistas do passado.

MCLAREN-HONDA 2015 1

Mas para vencer, além de um monolugar bem nascido, é preciso um elemento-chave que se situa algures entre a bacquet e o volante: um bom piloto. Neste caso dois: o espanhol Fernando Alonso e o inglês Jenson Button. O primeiro quer tirar a barriga de misérias depois de uma passagem sem títulos pela Ferrari, o segundo procura revalidar o título conquistado em 2009 aos comandos de um Brawn BGP 001, nascido dos despojos da equipa oficial Honda.

Diretor Editorial e co-fundador da Razão Automóvel. Tem 29 anos, ama os automóveis mas tem uma paixão secreta: as duas rodas! Praticante de todo-o-terreno, iniciou-se nas lides da condução aos comandos de um Citroen Ax. Não resiste a umas boas curvas, seja no asfalto ou numa folha de papel.