Toyota apresenta ideia inovadora para automóveis híbridos

23/05/2014
3.870 views
Share Button

Em 1979 seria a vez da AMC (American Motors Corporation), utilizar o mesmo motor P-40 para o Spirit, mas a performance nunca convenceu os consumidores. Um projeto que embora não tendo vingado, abriu um precedente na industria automóvel mundial. Imagem abaixo:

AMC Spirit

De Regresso à atualidade: a inovação da Toyota

Passados todos estes anos, a invenção da Toyota vai um pouco mais longe. Pegando diretamente num conceito desenvolvido pela  NASA em 2012, como gerador de radioisótopos, especificamente desenhado para fornecer energia satélites, e com um peso total de apenas 20kg, a Toyota tentou reinventar o motor de pistão livre enquanto gerador linear de energia para as baterias dos automóveis.

Tal como o conceito criado pela NASA, este motor de pistão livre não possui uma bielas ou cambota para transmitir o movimento gerado. Tal como poderão ver nas imagens (mais abaixo), no lugar das partes móveis tradicionais de um motor de combustão interna, temos uma câmara de gás comprimido, que atua como mola, devolvendo o pistão para um novo ciclo de combustão.

Tem no ADN a paixão por automóveis, ainda no ventre materno já gostava de andar de carro. Atingiu na formação como mecânico de automóveis o nirvana do viver e respirar técnica automóvel. Define-se como um Gearhead/Petrolhead e tem a condução como o seu Elixir de Vida.

  • SSJ4

    Excelente matéria e muito bom post!