Os carros merecem um cemitério

Sou da opinião que um automóvel, assim que sai da linha de montagem ganha uma nova vida. Vidas longas, vidas curtas, mecânicas pouco fiáveis ou viagens para mais tarde recordar, todos os automóveis têm uma história para contar, e por isso  merecem um ultimo destino melhor do que um empilhado e ferrugento monte de sucata. Os carros merecem um cemitério!

Entre deixarem de ser úteis, despesas avultadas com “curas” ou simplesmente porque deixam de agradar aos donos, existem mil e um motivos para a “morte” de um automóvel. A esta altura, chega um de três destinos para o bem-dito carro: ou se torna numa peça eximiamente bem tratada exposta num museu, ou fica fielmente guardada e serve de tema de conversa nas redondezas: “Aquele tem um Citroen Boca-de-Sapo lindo, mas só sai com ele no dia de Ano Novo” ou então, a pior das três, um parque de terra batida com centenas de reformados companheiros de viagem num amontoado de metal contorcido.

abandonados (9)

Um amontoado de metal contorcido não é digno. Simplesmente não é! Não quando se trata de um dos objectos que moldou a sociedade moderna, e que certamente foi importante numa altura decisiva das nossas vidas (lembro-me por exemplo do meu primeiro dia de trabalho). Não seria muito melhor depositar o tal carro num local descansado?

Utopicamente, ou não fosse a quantidade de automóveis, imagino um local onde cada carro esta devidamente exposto, bem tratado, e talvez mais importante do que isso, com um “Certificado de Feitos” onde constariam justamente os feitos ou características que destingiam aquele automóvel de outro idêntico.

Hipoteticamente tratada a questão dos automóveis mais honestos, os do dia-a-dia, passemos para os outros. Quando digo os outros, refiro-me a carros que não são carros comuns, aqueles que quando saem à rua arrancam exclamações de adolescentes.

abandonados

A diferença entre estes outros e os automóveis do dia-a-dia é que estes, para além do proprietário, deixam felizes as pessoas com que se cruzam e merecem por isso Honras de Estado. Infelizmente, nem sempre é o que acontece. Os exemplos que circulam pela web são bastantes, e nós aqui na Razão Automóvel já mostrámos alguns.

É uma realidade que dificilmente vai desaparecer. Vai sempre existir um multi-milionário que abandona um 911 porque entretanto compra um novo brinquedo, melhor, mais rápido. E nós que gostamos verdadeiramente de automóveis, ficamos a questionar-mo-nos o porquê de alguém abandonar tão insensivelmente um carro de sonho. Resta-nos ter a esperança que um dia consigamos resgatar um.

Seguem-se algumas das imagens que me fizeram reflectir sobre este assunto. Os mais sensíveis que fiquem por aqui. Não é bonito.

abandonados (1)
abandonados (15)
abandonados (3)
abandonados (10)
abandonados (13)

Pub