A segunda vida do Pagani Zonda 760 Fantasma

O Pagani Zonda é um modelo demasiado especial para terminar a sua vida como um carro comum. A pedido do proprietário, a Pagani ressuscitou um Zonda acidentado, dando-lhe uma nova vida e uma nova identidade. Conheçam a sua história.

Todos sabemos (principalmente os que têm gatos)  que estes pequenos felinos possuem sete vidas. Ora, a pergunta que se coloca aqui é: quantas vidas é que poderá ter o Pagani Zonda? A resposta é: aquelas que o dinheiro permitir e que os donos quiserem. São inúmeras as versões especiais lançadas deste modelo, todas elas com uma produção extremamente reduzida.

Contudo, a Pagani recusa-se a “matar” de vez o Zonda. Prova disso é a nova versão especial, limitada a apenas um exemplar, denominada de Pagani Zonda 760 Fantasma. Que na verdade não é o nascimento de um novo modelo, mas um renascimento. Produzido em 2005 como sendo o primeiro Zonda F com volante á direita – chassis nº 53 – e entregue a Peter Saywell, este exemplar foi vendido posteriormente pelo próprio dono, que o trocou por um bem mais exuberante, Pagani Zonda PS.

O Pagani Zonda F foi então comprado por um homem em Hong Kong, que lhe acrescentou uma nova pintura laranja e jantes em tom negro. Todavia, em 2012, este “pobre” Pagani Zonda F viria a sofrer um grave acidente, no qual pouco restou do supercarro italiano….O proprietário sobreviveu.

Pagani Zonda F

Dois anos após o acidente, o Pagani Zonda F foi devidamente restaurado pela própria marca. O mesmo proprietário que tivera o acidente, não só o converteu num Pagani Zonda 760, como também o “baptizou” com um nome que representa na perfeição o seu passado dramático: Pagani Zonda 760 Fantasma. O Pagani Zonda 760 Fantasma, á semelhança das restantes versões 760, possui um chassis em carbotitânio, várias melhorias ao nível do visual exterior e o mesmo motor AMG V12 7.3 de 760 CV, acoplado a uma caixa de velocidades sequencial. Destaque também para a magnifica combinação entre a pintura exterior em tom vermelho com as belas jantes em liga leve e com os apêndices aerodinâmicos em fibra de carbono. Para além da exuberância exterior e das reconhecidas credencias técnicas, os Pagani parecem ainda granjear uma qualidade relativamente rara no mundo dos super-desportivos: a fiabilidade (vejam aqui).

Pagani Zonda 760 Fantasma Fotos: Ron Alder W Photography

Pub