O Lancia Delta HF Turbo Integrale dos tempos modernos

Divulgamos estas imagens, na esperança de que algum responsável da Lancia veja esta fantástica interpretação moderna do lendário Lancia Delta HF Turbo Integrale.

O Lancia Delta HF Turbo Integrale dispensa apresentações. Mas como nunca é demais recordar um dos mais belos e desportivos compactos de sempre repetimos o palmarés: tração integral; motor 2.0 turbo; design a condizer; e um extenso curriculum no mundial de ralis.

lancia-delta-concept-angelo-granata-153

O Lancia Delta HF Turbo Integrale foi e continua a ser um dos carros mais desejados no mercado dos pequenos coleccionadores privados. Mesmo após mais de 20 anos desde o seu lançamento, as suas soluções técnicas continuam a impressionar e o seu design não tem acusado a passagem dos anos. Haverá melhor prova de beleza do que a resistência ao tempo?

Sem dúvida, um exemplo raro de longevidade e reconhecimento. Infelizmente, desde essa altura a Lancia tem-se deparado com uma crise de identidade (grave…). Poucos são os que conseguem reconhecer na Lancia de hoje, os valores que outrora fizeram dela um das potências a respeitar no desporto motorizado e na industrial automóvel em geral.

lancia-delta-concept-angelo-granata-83

Aos responsáveis da Lancia que não se decidem quanto destino que devem dar à identidade da marca, aconselhamos uma visita ao trabalho deste designer independente. Que sozinho e gratuitamente, apresentou as imagens de um projeto que tenta ser a reinterpretação moderna do antigo Lancia Delta HF Turbo Integrale. Belo, distinto e cheio de pormenores que transpiram o «ADN» da geração Lancia Delta que há uns anos fez nome no mercado.

Angelo Granata, autor do projecto, descreve a sua criação como sendo o Delta original do «Novo Milénio». Seguro, compacto, desportivo e marcante, o novo Lancia Delta HF Turbo Integrale seria mais largo, mais comprido, mais baixo mas iria manteria o peso do modelo original. A animar este modelo poderia estar o motor 1.8 turbo a gasolina do grupo Fiat que equipa o Alfa Romeo 4C, Uma motorização de quatro cilindros turbo – como o original, com 1.8 litros de cilindrada e 245 cv de potência. Motor que permitiria ao novo Delta arrancar até aos 100km/h em menos de 6 segundos e atingir uma velocidade próxima dos 250 km/h. Deliciem-se com a galeria de fotografias:

Pub