Novo Jeep Grand Cherokee, beleza americana.

Depois do muito criticado novo Jeep Cherokee, chega-nos o seu irmão mais velho: o Jeep Grand Cherokee. Um modelo que até agora, tem reunido nas redes sociais muito mais consenso.

Depois das criticas recebidas com o novo Cherokee, a Jeep não podia falhar com o novo Grand Cherokee. A adição do “Grand” ao nome pode até nem parecer grande coisa, mas a verdade é que o design é extraordinariamente melhor.

O novíssimo Grand Cherokee chega ao mercado com uma árdua tarefa pela frente, devido ao segmento muito competitivo em que se encontra e onde o BMW X5, Audi Q7 e o Mercedes Classe M são réis.

Jeep-Grand_Cherokee_2014

Razão mais que suficiente para a sua demorada chegada, espera-se que tenham investido tempo na qualidade geral do veículo, falo de interiores mais modernos e luxuosos, pontos fulcrais neste segmento de SUV’s de luxo e onde a anterior geração do Jeep Grand Cherokee pecava.

A assinatura da marca são os faróis bi-xenon com sistema de Led’s diurnos e um interior luxuoso forrado a pele natural com frisos em madeira exótica. Estará disponível em 4 versões: Laredo, Limited, Overland e Summit.

Para além da estética, a famosa marca americana apostou sobretudo na contenção dos consumos para esta geração do Grand Cherokee. A nova motorização V6 EcoDiesel está no centro das atenções, um novo motor 3.0 litros com 240 CV e 570 Nm que com a ajuda de uma caixa de 8 velocidades maximiza a autonomia.

Jeep-Grand_Cherokee_2014

Os consumos rondam os 7,8 litros por cada 100 Km e a Jeep afirma conseguir percorrer mais de 1000 Km com um único tanque de diesel. A marca sublinha ainda que os consumos das motorizações a gasolina, um 3.6l V6 e um 5.7 V8 (SRT8) serão respetivamente de 9,4 e 11,2 l/100Km, valores que na vida real devem ser bem diferentes.

O novo Grand Cherokee estará disponível em 3 versões 4X4 a Quadra-Lift, suspensão a ar e a mais conhecida “Selec-Terrain traction management system”. Terá ainda a capacidade de reboque de mais de 3.300 Kg.

Infelizmente, ainda não foram divulgados os preços nem a data para a sua introdução no mercado português, mas assim que sejam conhecidos o Razão Automóvel deixar-vos-à a par de tudo.


Texto: Marco Nunes

Pub